Alunos recebem certificados do curso de fabricação de sabão

Alunos recebem certificado de curso que ensina a transformar óleo usado em sabão
Projeto de extensão do IFMA Campus São Luís-Centro Histórico foi oferecido para moradores de comunidades.
Trinta e cinco moradores de comunidades de São Luís receberam nesta quinta-feira (15) o certificado do curso “Reaproveitamento do óleo residual de frituras para a fabricação de sabão”, resultado de um projeto de extensão promovido pelo Instituto Federal do Maranhão (IFMA), em parceria com o Centro de Educação Profissionalizante do Maranhão (Cepromar) – Sítio Pyranhenga. A iniciativa buscou contribuir para a geração de renda, com a elaboração e venda dos produtos, e para a preservação do meio ambiente, evitando que o óleo seja descartado indevidamente em ralos e pias.

No curso, os alunos utilizaram mais de 70 litros de óleo que seriam despejados na natureza. Com esse material eles conseguiram produzir cerca de 35 quilos de sabão em barra e ainda sabão líquido e em pó. O projeto teve 160 horas de duração – desse total, 80 horas foram de oficina prática. Os participantes aprenderam também a produzir água sanitária sem cloro, desinfetante e detergente.

Durante a cerimônia de entrega dos certificados, o pró-reitor de Extensão do IFMA, Fernando Lima, destacou o empenho dos alunos no curso. “O IFMA tem desenvolvido bons projetos de extensão que dão retorno à comunidade. E esse é um exemplo de projeto com bom alcance social. Prova disso é a quantidade de alunos que concluíram o curso, pois viram um potencial real de geração de renda”, declarou Fernando Lima.

A diretora do Cepromar, Eulália Baldez das Neves, afirmou ter sido um motivo de satisfação para a entidade desenvolver o trabalho com o IFMA. “Espero que a parceria com o IFMA continue dando bons frutos, com novos cursos para a comunidade. Este projeto, em especial, garante aos participantes que continuem produzindo em casa o que aprenderam aqui. É uma maneira de ajudar as famílias”, disse.

Também estiveram presentes na cerimônia o diretor do IFMA Campus São Luís – Centro Histórico, Paulo Batalha; a diretora de Desenvolvimento de Ensino do campus, Janete Rodrigues de Vasconcelos Chaves; o coordenador do projeto e professor do campus, Natanael Mendes Correa Filho; e a diretora de Programas e Projetos Institucionais da Pró-Reitoria de Extensão (PROEXT) do IFMA, Rosifrance Candeira Machado.

Normas técnicas

O professor Natanael Mendes Correa Filho explicou que toda a produção passou por um rigoroso processo de inspeção de qualidade, para que o sabão fabricado pelos alunos atendesse a todas as normas técnicas exigidas pelos órgãos de fiscalização. “O objetivo é que após a oficina os participantes possam, de fato, comercializar o produto, montar cooperativas, garantindo uma fonte de renda”, afirmou o professor.

A vendedora de lanches Cleudiana de Souza, 40 anos, foi uma das alunas que receberam certificado do curso. Ela é casada, tem dois filhos, mora no Bom Jesus e trabalha comercializando, principalmente, salgados. “Sobra sempre aquele óleo de fritura ao fim do dia. Se somar, dá alguns litros por mês. Agora posso transformar esse material em sabão. É uma economia a mais em casa, o que é muito bom principalmente para alguém que tem despesa com filhos, como eu”, contou.

O professor Paulo Batalha, que é químico, também ministrou aulas no curso. “Este projeto aliou muito bem os conhecimentos técnicos de professores do IFMA com o retorno financeiro para a comunidade. Por isso foi muito gratificante participar dessa iniciativa”, declarou.

Colaboraram no desenvolvimento do projeto oito alunos do Curso de Manutenção Mecânica do IFMA Campus São Luís – Centro Histórico. Entre eles, Almir Melo, 23 anos, estudante do 4º período. “Foi a primeira vez que participei de um projeto de extensão. Foi muito gratificante participar dessa experiência de trabalhar com a comunidade. Pudemos colaborar oferecendo um curso proveitoso financeiramente para eles, utilizando algo que seria desperdiçado”, comentou o aluno.

fonte:https://portal.ifma.edu.br/2018/03/16/alunos-recebem-certificado-de-curso-que-ensina-a-transformar-oleo-usado-em-sabao/

 

29497333_600301890319491_1537328735525535744_n